Adsense

Seguidores


Blogueiras Unidas - Desapego

23



Ação do Desapego



“O apego é a maior escravidão.

Aquele que se apega, renunciou ao direito de liberdade.”Valter da Rosa Borges


"Toda dor vem do apego , vem da ideia de que tudo deve ser como queremos que seja , deixe de querer controlar tudo , deixe de querer ser o dono de tudo , e não sentira mais dor!" Leonardo Scorza de Souza




“O apego aos bens materiais é tanto que produz cegueira absoluta da razão na maioria das pessoas.”Carlos Roberto Sabbi



"Sou apego pelo que vale a pena e desapego pelo que não quer valer."

"Acho que devemos fazer coisa proibida – senão sufocamos.

Mas sem sentimento de culpa e sim como aviso de que somos livres."

"Te­nho que ter paciência para não me perder dentro de mim: vivo me perdendo de vista. Preciso de paciência porque sou vários caminhos, inclusive o fatal beco-sem-saída."Clarice Lispector





” As abelhas nos dão um grande exemplo de desapego. Após construírem a colméia, elas abandonam-na. E não a deixam morta, em ruínas, mas viva e repleta de alimento. Todo mel que fabricaram além do que necessitavam é deixado. Batem asas para a próxima morada sem olhar para trás. Num ato incomum, abandonam tudo o que levaram a vida para construir. Simplesmente, o soltam sem preocupação se vai para outro. Deixam o melhor que têm, seja pra quem for – o que é muito diferente de doar o que não tem valor ou dirigir a doação para alguém de nossa preferência.
Se queremos ser livres, parar de sofrer pelo que temos e pelo que não temos, devemos abrigar um único desejo: o de nos transformar. Assim, quando alguém ou algo tem de sair de nossa vida, não alimentamos a ilusão da perda. O sofrimento vem da fixação a algo ou a alguém. O apego embaça o que deveria estar claro: por trás de uma pretensa perda está o ensinamento de que algo melhor para nosso crescimento precisa entrar. Se não abrirmos mão do velho, como pode haver espaço para o novo?”

http://www.enirvana.com.br/blog/a-dor-e-o-prazer-de-praticar-o-desapego/


Pratique o Desapego


“Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final.

Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver.
Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos. Não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos que já se acabaram.
As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas possam ir embora. Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se.
Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos.
Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará.
Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo - nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade.

Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida. Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira.”


Fernando Pessoa -







Vende-se Tudo
texto de Martha Medeiros

No mural do colégio da minha filha encontrei um cartaz escrito por uma mãe, avisando que estava vendendo tudo o que ela tinha em casa, pois a família voltaria a morar nos Estados Unidos. O cartaz dava o endereço do bazar e o horário de atendimento. Uma outra mãe, ao meu lado, comentou:
- Que coisa triste ter que vender tudo que se tem.

- Não é não, respondi, já passei por isso e é uma  lição de vida.
Morei uma época no Chile e, na hora de voltar ao Brasil, trouxe comigo apenas umas poucas gravuras, uns livros e uns tapetes. O resto vendi tudo, e por tudo entenda-se: fogão, camas, louça, liquidificador, sala de jantar, aparelho de som, tudo o que compõe uma casa.

Como eu não conhecia muita gente na cidade, meu marido anunciou o bazar no seu local de trabalho e esperamos sentados que alguém aparecesse. Sentados no chão. O sofá foi o primeiro que se foi. Às vezes o interfone tocava às 11 da noite e era alguém que tinha ouvido comentar que ali estava se vendendo uma estante. Eu convidava pra subir e em dez minutos negociávamos um belo desconto. Além disso, eu sempre dava um abridor de vinho ou um saleiro de brinde, e lá se iam meus móveis e minhas bugigangas.

Um troço maluco: estranhos entravam na minha casa e desfalcavam o meu lar, que a cada dia ficava mais nu. No penúltimo dia, ficamos só com o colchão no chão, a geladeira e a tevê. No último, só com o colchão, que o zelador comprou e, compreensivo, topou esperar a gente ir embora antes de buscar. Ganhou de brinde os travesseiros.

Guardo esses últimos dias no Chile como o momento da minha vida em que aprendi a irrelevância de quase tudo o que é material.
Nunca mais me apeguei a nada que não tivesse valor afetivo.

Deixei de lado o zelo excessivo por coisas que foram feitas apenas para se usar, e não para se amar. Hoje me desfaço com facilidade de objetos, enquanto que torna-se cada vez mais difícil me afastar de pessoas que são ou foram importantes, não importa o tempo que estiveram presentes na minha vida.
Desejo para essa mulher que está vendendo suas coisas para voltar aos Estados Unidos a mesma emoção que tive na minha última noite no Chile.

Dormimos no mesmo colchão, eu, meu marido e minha filha, que na época tinha 2 anos de idade. As roupas já estavam guardadas nas malas. Fazia muito frio. Ao acordarmos, uma vizinha simpática nos ofereceu o café da manhã, já que não tínhamos nem uma xícara em casa.
Fomos embora carregando apenas o que havíamos vivido, levando as emoções todas: nenhuma recordação foi vendida ou entregue como brinde.

Não pagamos excesso de bagagem e chegamos aqui com outro tipo de leveza:
"só possuímos na vida o que dela pudermos levar ao partir,"é melhor refletir e começar a trabalhar o DESAPEGO JÁ!

Não são as coisas que possuímos ou compramos que representam riqueza, plenitude e felicidade.
São os momentos especiais que não tem preço, as pessoas que estão próximas da gente e que nos amam, a saúde, os amigos que escolhemos, a nossa paz de espírito.
Felicidade não é o destino e sim a viagem.
http://learosane.blogspot.com.br/2012/03/desapego-texto-de-martha-medeiros.html










“A vida vai depressa e devagar.
Mas a todo momento
penso que posso acabar.
Porque o bem da vida seria ter
mesmo no sofrimento
gosto de prazer.
Já não tenho vontade de falar
senão com árvores, vento,
estrelas, e águas do mar.
E isso pela certeza de saber
que nem ouvem meu lamento
nem me podem responder.
Cecília Meireles


"Não me prendo a nada que me defina. sou companhia, mas posso ser solidão. tranqüilidade e inconstância, pedra e coração. Sou abraços, sorrisos, ânimo, bom humor, sarcasmo, preguiça e sono. Música alta e silêncio. Serei o que você quiser, mas só quando eu quiser. Não me limito, não sou cruel comigo! Serei sempre apego pelo que vale a pena e desapego pelo que não quer valer… Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato. Ou toca, ou não toca." Clarice Lispector


"Sou apego pelo que vale a pena e desapego pelo que não quer valer." Clarice Lispector
"Não devemos julgar a vida dos outros, porque cada um de nós sabe de sua própria dor e renúncia. Uma coisa é você ACHAR que está no caminho certo, outra é ACHAR que seu caminho é o único!" 
Paulo Coelho

“Afinal, se coisas boas se vão é para que coisas melhores possam vir. Esqueça o passado, desapego é o segredo!” 
Fernando Pessoa





(...) Sem apego. Sem melancolia. Sem saudades. A ordem é desocupar lugares. Filtrar emoções. Caio F. Abreu



Tô com aquela imensa vontade de tomar um banho de felicidade, vestir a roupa do desapego, perfumar com bom humor, me maquiar com sonhos, para ir na festa da vida, tomar uma boa dose de amnésia e dançar com o amor próprio.Desconhecido









Música: Lei do Desapego

Thiago Brava
Deixa de dizer, amor
Que eu nunca te fiz feliz
Que eu não era nada do que sempre quis
E que não sente nada
Que eu não era nada que você pensava
E eu já decidi
Que hoje eu vou sair, sem preocupar
Eu vou me divertir
Já que agora eu não preciso me explicar
E com certeza você vai ouvir falar
Que eu já tô que tô
Eu tô pegando mesmo
Tô praticando a lei do desapego
Que diz, que não preciso me apaixonar
Pra ser feliz eu não preciso me entregar
E eu já tô, que tô
Eu tô pegando mesmo
E sei que você vai ficar sabendo
Que tô feliz sem você do meu lado
Hoje eu tô livre, leve e desapegado
Deixa de dizer, amor
Que eu nunca te fiz feliz
Que eu não era nada do que sempre quis
E que não sente nada
Que eu não era nada que você pensava
E eu já decidi
Que hoje eu vou sair, sem preocupar
Eu vou me divertir
Já que agora eu não preciso me explicar
E com certeza você vai ouvir falar
Que eu já tô que tô
Eu tô pegando mesmo
Tô praticando a lei do desapego
Que diz, que não preciso me apaixonar
Pra ser feliz eu não preciso me entregar
E eu já tô, que tô
Eu tô pegando mesmo
E sei que você vai ficar sabendo
Que tô feliz sem você do meu lado
Hoje eu tô livre, leve, olha o reggae






Desapego

Aliados

Vamos pensar numa vida nova

Vamos pensar em ser feliz

O que você tem daqui não leva embora

Desapegar pra ser feliz

Eu sei que a dor pra sair demora um tempo

Mas eu te entendo e por isso eu estou aqui

Em tão pouco tempo temos muito que aprender

Pra saber que quando acaba, acaba e faz crescer

Vamos pensar e pensar agora

Vamos pensar em ser feliz

O que você tem, você tem e não evapora

Depois de chover eu volto a sorrir

Tudo acontece tudo tem seu tempo

Mas nesse momento eu prefiro ter você aqui

Em tão pouco tempo temos muito que aprender

Pra saber que quando acaba, acaba e faz crescer

Novas cores vão aparecer

E com elas pintarei meus sonhos...com você













23 comentários:

Cynha Santos disse...

Oi amiga...
Obrigada por comparecer na minha festa, foi uma surpresa deliciosa...beijossss

CANTINHO DA ARTE disse...

oi amiga sua postagem ficou chow parabens tudo muito lindo bjsssssssssssssss

Blogueira Unidas - Oficial disse...

Olá querida amiga!
Passando para espiar tua postagem e fiquei absolutamente encantada com os textos e citações. Estou muito interessada por este assunto e a cada postagem aprendo e entendo mais!
Obrigada por abraçar nosso projeto!
Tenha uma noite abençoada!
Abraços!

Se não abrirmos mão do velho, como pode haver espaço para o novo?”

DANY disse...

Oi flor lindo esses texto e as ilustrações e vamos praticar o desapego só assim nós sentiremos melhor e mais leve, como diz acima se coisas boas se vão é para que coisas melhores possam vir. Esqueça o passado, desapego é o segredo!” tenha uma linda e iluminada noite

Beijokas da Danzoka

Sabrina Silveira disse...

Oi querida,

Ficou linda a sua postagem..

Um beijo

Roseli disse...

"A vida vai depressa e devagar, mas a todo momento penso que vai acabar" Está ai o nosso medo, dizer que não tenho medo de que tudo acabe é mentira, tenho medo sim e procuro nem pensar. Linda postagem querida. Nesta frase percebo que até na vida nos apegamos. tenha um dia abençoado e beijinhos carinhosos para ti querida.

quelsfs disse...

Bom Dia querida!

Estou simplesmente encantada com sua postagem. Muito rica!!!
Parabéns!

Beijinh♥ carinhoso
Raquel Fraga

Artes de Bordar- Brincando com os fios disse...

Olá, querida!
ficou linda a postagem.
bjs

Paulinha Mattos disse...

Oi flor!!!
Seu post ficou simplismente lindo!!!!
Ameiiii lindas palavras...
bjinhos

eunice4590@hotmail.com disse...

Lindo! E é fantástico como esse projeto se parece com um garimpo em que a cada bateiada encontramos uma nova gema preciosa!

""Toda dor vem do apego , vem da ideia de que tudo deve ser como queremos que seja , deixe de querer controlar tudo , deixe de querer ser o dono de tudo , e não sentira mais dor!" Leonardo Scorza de Souza"

Leonardo resume de forma simples e clara o resultado do apego.
Clarice Lispecto o drama dos apegados.
e Thiago Brava nos traz uma receita.

Simplesmente amei!

Paulinha disse...

Oi amiga... Adorei sua postagem! O texto das abelhas é muito bom e verdadeiro.
Bjkas

Jussara Silva disse...

Oi Ana! Adorei seu post. Lindas mensagens, lindos textos. Perfeitos! Parabéns. Tenha uma linda noite. Bjs.

Jussara
Caminhando na Arte

Ana Brito disse...

VC caprichou na postagem,heim menina!Parabéns!Bjo!

Toninha Ferreira disse...

Apegar é fácil o difícil é desapegar.
Lindas mensagens.
Bju

Sol Oliveira disse...

Oi Minha querida! Expiando sua BC!
Parabéns e continue praticando o desapego!
Adoro quando você visita meu blog
Beijos!

Art & Scraps Blog

Verinha disse...

olá Luiza...
ficou shou essa tua postagem amiga,ameiiiiiii!
parabéns!!!!!!

Shirley Nesi disse...

Oi Ana,

Precisava mesmo ler uns destes textos, parecem que foram escritos para mim. Linda postagem.

Grande beijo e ótimo final de semana.

Priscylla disse...

Oi Minha linda! Vim retribuir sua visita e tb dizer que já estou seguindo seu blog!

Beijos!

http://ohmylace.blogspot.com.br

Lúcia disse...

Oi parabéns ficou show a sua postagem! Linda linda!Amei ficou td de bom!
Bjos no coração!

Josye Duran disse...

Oiii...
Realmente não devemos nos apegar a nada, apego escraviza!! Muito bom seu post!!
Bjss

Clarina disse...

Amei tua postagem Ana e a imagns também !!!
Passeando pelas coletivas de desapego aprendemos muito e vai nos encorajando a colocar essas duas palavras em um mesmo fim << NOSSO BEM >>
Apego x desapego
Beijinhos
Deus abençõe

Leonardo Scorza disse...

Boa noite , vi que no seu post uma das frases foi escrita por mim a muito tempo , obrigado .
Leonardo Scorza Souza

Leonardo Scorza disse...

Boa noite , notei que uma das frases do seu post , foi escrita por mim a muito tempo (Leonardo Scorza de Souza) , interessante o efeito que as coisas podem ter , obrigado .

Postar um comentário

×÷·.·´¯`·)»Cantinho by Giuly's«(·´¯`·.·÷×
×÷·.·´¯`·)»Obrigada pelo Comentário!«(·´¯`·.·÷×
×÷·.·´¯`·)»Logo vou responder .. Bjs a todos!«(·´¯`·.·÷×
×÷·.·´¯`·)»Cantinho by Giuly's«(·´¯`·.·÷×

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...